quarta-feira, 11 de março de 2009

Perdendo a audição na UFAM (parte 1, eu acho)

Local: Ufam - Faculdade do IndieCountryHiphopLounge (a.k.a ICHL)
Local-local: Gigabyte a.k.a lanchonete de cadeiras verdes do ICHL
Acontecimento: "showmício" de um candidato à reitor
Motivo do post: fiquei surda



Eu juro, hoje acordei feliz! Fui vestida de emo pra faculdade (sem me preocupar com a cara dos outros olhando pro meu pé e achando que eu calço 44 com aquele all star vinho); assisti a aula de Metodologia da Pesquisa cheia de paciência, não abri a boca pra fazer nenhuma piadinha e anotei tudo do quadro; tirei xerox; abracei meus amigos; olhei feio pros calouros e comi minha club social, enfim, tudo bem, ótimo, magavilha, muito bem até...

...até começar o show.

Uma pessoa TOTALMENTE desprovida de noção foi encubida de ir ao hall do ICHL e falar na bosta de um microfone. A mulher era uma espécie de "Liminha" do showmício. Ela falava:

"QUAL É O DIA QUE O SOL VAI RAIAR (tosco né? O candidato disse que o "sol vai raiar" quando ele ganhar, enfim...)?"

ou

"DIA PRIMEIRO É DIA DA MENTIRA, MAS DIA 2 É O DIA DA VERDAAAAAAAADE!"

ou instigava o público a falar:

"YEAAAAAAAH, ISSO AIIIIIIII, IUHUUUUUUUUL".

Olha, até aí tudo certo, o cara é candidato, tá afim de falar as propostas dele e tudo mais, mas precisava chamar uma pessoa que conseguia ser - ao mesmo tempo- levantadora de toada/narradora de rodeio/carinha que grita no bate-palma pra fazer isso? Te juro, a mulher não falava, ela gritava com toda a força do seu ser EM UM MICROFONE. Cadê o glamour ao falar em um microfone? Ficava pensando se no fundo a coitada não havia entendido qual era a real função daquele trambolho preto que lhe deram, já que sua falta de noção era- pobre de nós- claramente audível (e no volume mais alto).

Fico de cara com esse povo que grita no microfone, sério, por que gritar?

A galera no Giga estava com os ouvidos sangrando, eu vi! Sinceramente, acho que todos saíram do hall surdos e enjoados. Era impossível ouvir as propostas, conversar, comer ou ler naquele lugar... maldita levantadora de toadas do showmício, que você fique rouca e não volte mais lá!

From hell do céu.

Ps 1: pra não dizer que eu reclamo de tudo, eles levaram uns cantores lá e isso foi bastante interessante, até cantei junto.
Ps 2: post sugerido pelo Victor, pessoa que sofreu tanto quanto eu.

3 comentários:

Jader Mendes disse...

eu tava lá...e ia comentar isso com você depois da compra do meu salgado... mas você já tinha sumido daquele lugar.

até ia falar que isso ia dar um bom assunto pro blog hahaha

depois que não te achei,saí de lá correndo. Odiei aquela festança toda. Politica feita a base de circo pra mim é palhaçada o.o

olha meu blog *-*
http://aquinessamesadebar.blogspot.com

Victor Affonso disse...

aee \o/
foi difícil mesmo, ó... eu ainda ouvi algumas musiquinhas boas da entrada da minha sala, mas fiquei com medo de retornar lá e perder completamente minha audição... ahn!? :p

neojoy disse...

ainda bem q não estava presente. ignorância me irrita a um nível extremo. espero q ela não tenha batido no microfone "pra ver se tá funcionando". argr! isso acaba com o microfone e eu enervo junto. enfim, ainda bem q isso não rolou no Uninorte. ;)