terça-feira, 8 de abril de 2008

Canoa das 9 e 30

Tal qual o desenrolar de uma novela das 8, aquele dramalhão do post passado sobre a minha carteira que havia desaparecido (ontem) se resolveu (hoje). Descobri que o doidão da UFAM que havia, hipoteticamente, afanado - digo - achado minha carteira era um amigo que eu conheço desde a sexta série! AH VÁ, QUE BELESSA.... foi um alívio, afinal, não tive que renovar os meus malditos documentos e muito menos mendigar trocados pra minha mãe, já que parte do meu salário tava lá, enfim, lucky me.

Agora vocês podem me perdoar pela cafona introdução que eu fiz deste post ao comparar a minha vida com a novela das 8? Eu confesso que quis ser piegas de propósito.

Enfim, voltando ao centro da terra - não para aquela parte do magma - e passando diretamente para o assunto principal deste post. Primeiramente, os agraciarei com um breve resumo introdutório para a melhor compreensão do infeliz assunto:

"Mas Camila - perguntou o carinha que não era de Manaus - vocês vão pra aula de canoa? Vocês têm onça de extimação?"


- Olha eu aqui Bial!

Pode atirar em mim um caminhão carregado de seixo se você, pessoa que mora aqui em Manaus (ou em qualquer outro lugar da região norte), se nunca passou por uma situação dessa! Nortista que é nortista tem que ter encontrado pelo menos uma vez na vida um desinformado metido a engraçadinho ou engraçadinho metido a desinformado que o perguntasse se aqui pras nossas bandas o cipó é um meio de transporte eficaz. É batata!

O mais engraçado é que, infelizmente, a nossa região é dotada de todos os perrengues "isolatórios" possíveis, o que faz com que as pessoas que não moram aqui tenham argumentos pra sacanearem com nossas faces. Antes de eu tecer mais algum comentário, vamos as seguintes considerações :

1) A região norte é longe do litoral (com exceção de Salinas que fica em Belém, mas nunca que o Pedro Álvares Cabral iria descobrir o Brasil por ali) e, consequentemente, longe do "centro", onde tudo acontece;

2) "Lendas regionais" do tipo :"Cê sabia que lá pro norte a galera anda semi-nua e sobrevive do plantio da mandioca?", criadas pelos zé-graças das outras regiões;

3) Eu não sei se vocês já perceberam, mas muita gente acha que Belém é a única coisa que existe no norte, que lá é onde tem o melhor peixe, o melhor tucupí, o melhor tucumã, o melhor tudo. PERAÊ BROTHER, não é bem assim... confesso que fico com ciuminho quando vejo uma reportagem sobre a região norte que para lá no estado do Pará, nada contra os paraenses (apesar de rir das piadas que inventam sobre eles), mas que diabo de ideia é essa de que Manaus é apenas uma rua e que nessa rua só existe a Zona Franca?

4) Geralmente quando um cara quer mandar o outro pra um lugar longe, em vez de ele falar "VÁ PRA NEPAAAAAAAAAAL" que fica tipo, "bem ali pras bandas da Índia", ele me fala um "VÁ PRO ACRE!". Pô, vai pro Acre? Como assim? Que tal antes de vocês mandarem as pessoas pra lugares distantes, que tal repensarem rapidamente e, de fato, as mandarem pra lugares DISTANTES?

Enfim, há outras infinitas evidências de que a nossa região - infelizmente - ainda é vista como o "quintal não capinado" do Brasil. Porém, não serei tão ortodoxa a ponto de falar que somos "coitadinhos e esquecidos" por completo, afinal possuímos riquezas que lugar nenhum no mundo possui, e não falo apenas daquela batida dupla sertaneja "Floresta Amazônica e água", e sim, do nosso povo, dos nossos músicos, das nossas conquistas econômicas, até do mais do que passado Boi-Bumbá, vale tudo ué! Enfim, ainda bem que há pessoas que não param no Pará, que não fazem piadinhas e que não se limitam apenas aos mapas desatualizados do tempo da escola e vem pra cá com o objetivo de descobrirem se aqui existe de fato algo de bom pra se fazer. Tá que aqui não existe muuuuuuuita coisa pra se fazer, mas procurando se acha!


- Banda Cabocrioulo que, recentemente, viajou de mala (esqueceram a cuia porque irão volta) pra São Paulo. Se os paulistonos curtirem um bom samba-rock amazonense, é ponto!


Quem lê assim até acha que eu sou chefe da Associação de Manauaras Apaixonados pela sua Cidade. Nem tanto, confesso, apenas valorizo aquilo que acredito.

Boa noite e boa sorte.

Um comentário:

BeeeL disse...

"Associação de Manauaras Apaixonados pela sua Cidade"... posso entrar? deixa eu ser um membro!! não sou daí, mas sou quase... hueheuehueheuhe

"...ainda bem que há pessoas que não param no Pará, que não fazem piadinhas e que não se limitam apenas aos mapas desatualizados do tempo da escola e vem pra cá com o objetivo de descobrirem se aqui existe de fato algo de bom pra se fazer."
uhuuuuulll!!!! sou eu!!!!!
e foi aí que eu tomei o melhor tacácá!!!!!!!
=D
te amo. saudade dos nossos passeios de canoa e das nossas aventuras de cipó!!! :P