quinta-feira, 18 de junho de 2009

Me explica moça!

Saiu ontem no G1:

"Em plenário, no julgamento que durou mais de quatro horas, a advogada do Sertesp, Taís Gasparian, defendeu que a exigência do diploma é inconstitucional, sob o argumento de que a Constituição garante a liberdade de expressão e o livre pensamento. “Mais do que indesejável, a exigência do diploma para jornalistas é impraticável. Como se proibirá o exercício da disseminação da informação pela internet?”, destacou a advogada, citando a proliferação dos blogs.

Ela acrescentou que o jornalismo é uma profissão q
ue não depende de qualificação técnica específica. “É uma profissão intelectual ligada ao ramo do conhecimento humano, ligado ao domínio da linguagem, procedimentos vastos do campo de conhecimento humano, como o compromisso com a informação, a curiosidade. A obtenção dessas medidas não ocorre nos bancos de uma faculdade de jornalismo”, afirmou Gasparian. "

Ué, então essas técnicas que estão na grade do meu curso são o que?


- Clica aí maninho...

Alguém me explica?

4 comentários:

Camilla disse...

Acho isso uma sacanagem de dimensões universais com quem passa 4 [?] anos estudando e batahando numa faculdade, pra depois vir neguinho que mal completou a alfabetização pegar teu emprego e ganhar mais que vc.

Opa, mas isso já acontece, tiponosso presidente né, RSRSRSRS.

Aaaah Brasil, tsctsc...

neojoy disse...

concordo totalmente. é uma grande palhaçada. mas o lance tbm não é de todo ruim. agora o negócio não é ser apenas UM jornalista, mas ser O jornalista. os alvos estão mais distantes, mas qm os alcançar com certeza será reconhecido. o lance é realmente estudar

If 6 was 9. disse...

Sou Gilmar Mendes desde criancinha... Olha aí o que ele te aprontou. Apunhalou pelas costas.

André Oliveira disse...

O pior é que isso já afeta outras áreas a muito tempo, o que vai acontecer é[Mãe Dináh], estagiário vai ganhar menos e sifuder mais(pra variar). As empresas vão contratar um cara semfacul, pra ganhar menos do que os que estão formados...vai chegar um ponto que a empresa percebe "porra, o cara semfacul, faz o mesmo que os que fazem e ganha menos(ideia), então pra trampos que exigem menor responsa vamos pegar os analfa mesmo, que resolve". Isso é simplesmente o que ocorre(mifode) no mercado de TI, tem muitos carinhas ki não tem canudo(certificado) e ganham mais do que os que tem(mérito?), apenas pq compraram uma revistinha(aprenda a programar em 10 dias) sobre computadores, e acham que sabem algo. Nessa putaria toda, tem um projeto pra regulamentar a minha profissão(desde que inventaram a roda), e nunca sai do projeto!

Espero que minha profecia não passe daki!