quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Mora sim

Sabe, estava dormindo tão bem... Mas uma ligação trote me fez acordar do sono de beleza [literalmente, essa semana já fiz tanta coisa pra ficar bela... no momento estou com uma grossa camada de hidratante rezando para que amanhã meu rosto amanheça com um aspecto menos horrívi] e começar este post bizarro.

Arram, eu não escrevo faz sabe lá quanto tempo [não sei contar] e o motivo é o mesmo de todas as vezes que eu parei de escrever: crise de criatividade. Hoje quando disse isso pro meu irmão ele soltou um "veiiish", mas eu achei legal chamar essa minha incapacidade de escrever (o bacana é que eu estudo jornalismo, já pensou eu ter uma crise dessas quando tiver na redação? Eu já. Não foi muito bom...) de "crise de criatividade".

Voltando.

Estava dormindo - muito bem - quando me ligaram! Sim, com exclamação (e com direito a repetir quase as mesmas coisas que escrevi no começo do post), porque NUNCA me ligam a essa hora, nem na época em que eu estava pseudo-namorando. Pois bem, me ligaram (ok, isso já ficou claro né? Parei de repetir) e a primeira coisa que fiz foi ver quem era, óbvio, reflexo puro. Olhei e tinha lá: número confidencial.

Na boa, que ódio de "números confidenciais".

Eu sempre fui totalmente contra e explico em 3 tapas:

1- Sou curiosa pracaralho ao extremo;
2- É um recurso muito utilizado pela galera lá do Puraquequara. Portanto, quando tem "número confidencial" no teu display, te prepara porque pode ser um belo de um galeroso ligando pra dizer que "sequestrou" alguém da tua família;
3- Isso é coisa de gente que tem rabo preso.

Voltando de novo.

Mesmo assim atendi né, afinal, sou curiosa pracaralho ao extremo. Depois do meu "alô" sonolento, o moço do outro lado disse a seguinte frase:

"É aí que mora uma baranga?"

Ps. quem não entendeu a "sagacidade" na arte de trocadilhar, o moço quis fazer uma troca faceira com duas letrinhas do meu sobrenome. Tiposassim ó:

Baranda - d + g = baranga.

Mas que gênio (não)!


Pô bicho, pô bicho, PÔ BICHO!

Taaaaaanto trocadilho ba-ca-na nesse mundo sabe, a criatura usa o mais batido de todos!? A Júlia, minha prima de 4 anos, sabe esse trocadilho e nem se sente mais ofendida com ele.

Ouvi e ri, logo depois respondi um risonho "sim". O meninote desligou na minha face...

Pensei, "ok, alucinei, vou dormir", mas quem disse?

Primeira coisa que fiz foi ligar pro ex-pseudo-namorado só para confirmar que as vozes não eram as mesmas. Não eram.

Segunda coisa que fiz foi ligar o notebook e escrever aqui, mas isto não me pergunte o porquê.




Beijo, Camila Baranda - d + g (a.k.a baranga).

---------------------------------------------------

UPDATE:

- Se você que foi meu ex-pseudo-namorado e que ele modificou a voz quando me ligou, ligue: 0 XX 41 2344-2334

- Se você acha que foi o cara que me disse semana passada que um dia me seguiu no shopping, ligue: 0 xx 11 3849-2290

- Se você acha que tenho inimigos muito maldosos mestres na arte do trocadilho (como Cayo sugeriu), ligue: 0 XX 91 2930-1384


- Aqui, VOCÊ DECIDE!

6 comentários:

cayo disse...

Podemos considerar que foi uma coincidência tbm. Foi uma crianca que ligou, vc nao tem inimigos(?)....pense nisso.
Aquilo é um balao de ar quente alí atrás?

Andreza Canto disse...

Sempre tem um desocupado interrompendo o nosso sono!!
abraços

Camilla disse...

Olha, faltou cogitar a opção 'amigo bêbado'

camileite disse...

eu acho que foi a sua prima de 4 anos

Ruppel disse...

não achei vc tão baranga assim

neojoy disse...

só sei q não fui eu. nunca chamaria da Baranga. ;)