segunda-feira, 9 de junho de 2008

Lembrancinhas da minha festa infantil

Falar de lembranças da infância quando se saiu dela há poquíssimo tempo pode parece um tanto estranho aos olhos dos meus leitores mais maduros e bem vividos. Porém, confesso que os meus 18 anos já me fazem sentir que aquela época na qual eu me maquiava que nem uma maria-louca; colocava a meia calça e os sapatos da minha mãe e ia pra rua como se aquilo fosse a coisa mais normal do mundo; que eu passava tardes e mais tardes subindo e descendo de patins a ladeira da minha antiga rua; que eu achava que Estudos Sociais era difícil e que dormir às 10 era algo sensacional, passou assim como um plim e não foi ontem, nem anteontem, foi há muito tempo atrás.

Esse saudosismo clichê me veio hoje à tarde no trabalho.



-Snoopy lover

Fui ao refeitório e lá pedi uma Mocoquinha e um queijo quente. Quando comecei a tomar a Mocoquinha, lembrei de quando eu tinha meus 5 ou 6 anos (ou menos) e fazia balé. Sempre depois da aula eu implorava pra que minha mãe comprasse um brigadeirão e uma Mocoquinha (arram, eu sei, overdose de açúcar, culpem minha mãe) e eu achava aquilo simplesmente o máximo. Eu achava a coisa mais legal do mundo segurar aquele brigadeirão numa mão e a Mocoquinha na outra, comia e tomava aquilo com um sorrisão no rosto. Sabe-se lá o porquê, se era pelo meu eterno espírito de gorda ou pela sensação de ser presenteada pela minha mãe, ou talvez pelas duas coisas.

Ai ai viu... hoje se eu faço uma marmota dessa saio do posto de solteira para o de encalhada em dois tempos, tudo isso por causa do saliente bucho que provavelmente iria surgir em meu ser.

Mas voltando... Sabe o que foi melhor? Lembrei de tudo isso durante um pequeno lanchinho, inalando o cheiro de fritura que já é inerente ao refeitório e sentido um frio desgraçado. Por essas e outras que eu acho que viajar sempre salva. MARAVILHA!

2 comentários:

Rohrbacher disse...

Se não for incomodar...o que que é mocoquinha??Tem alguma coisa a ver com amendoim e leite condensado??

Ronalda, a Caminhoneira disse...

toddynho de pobre