segunda-feira, 22 de abril de 2013

E quando você realiza um sonho? E depois?

Sonhos podem ser de todos os tamanhos.

"Meu sonho é aprender a nadar" ou "sonho em um dia conhecer meu pai".

Aos 14 anos, eu conheci o meu primeiro sonho. Após ler uma matéria no jornal A Crítica sobre Barcelona, minha cabeça deu um click: "sim, esse pode ser um sonho". Desde então passei a me interessar por Barcelona e por toda magia que estaria escondida nas ruas, pontos turísticos e pessoas daquele lugar...

Mas era um sonho um pouco distante e caro, né. Aos 14 anos eu não tinha 1 centavo e nem imaginaria o que iria ser "quando crescer", mas nunca deixei o meu sonho morrer. No meu aniversário de 20 anos, um amigo querido deixou uma caixa na minha casa e foi uma das surpresas mais lindas: era literalmente um "kit" Barcelona, com guia, filmes em espanhol e até mesmo 1 euro "pra eu começar a minha poupança". Confesso que aquilo ajudou a regar mais um pouco o que tanto queria que florescesse um dia.

No dia 24 de março de 2013 comprei minha passagem para Barcelona. E foi na cara e na coragem!

OMG! OMG! OMG!


Mini flashback: comecei a trabalhar com 18 anos e desde então vinha alimentando uma poupança "para que um dia eu pudesse pagar algo bem legal que fosse me fazer feliz" e assim foi, e assim eu comecei a realizar o meu primeiro sonho...

E antes de aprofundar qualquer coisa sobre esta viagem, gostaria de agradecer a uma das companhias mais incríveis que Deus poderia ter colocado na minha vida neste momento, que com certeza fez com que a minha jornada na cidade dos meus sonhos fosse 10 mil vezes mais especial e inesquecível: thanks All, love you x.
















Thank you for everything, babes!

Cheguei na cidade no dia 11 de março, um dia lindo e ensolarado e demorei algumas horas pra me tocar de que "cara, é isso, eu tô aqui, isso tá acontecendo!!". O primeiro dia foi dedicado a uma adaptação tranquila, lê-se: andar um pouco pela parte gótica, parar em inúmeros bares e tomar sangrias.

Desce mais uma moço!

Life just being AWESOME!

Nunca na vida esperaria uma recepção melhor naquele lugar. E cara, aprendi também - na prática - o que já tinham me dito inúmeras vezes ao longo desta minha curta vida: ressaca de vinho é from hell. Na hora que você tá lá bebendo aquela parada gostosa, inofensiva e cheia de frutinhas convidativas é sensacional, mas no dia seguinte foi tipo: I DON'T WANNA LIVE IN THIS PLANET ANYMORE!!







"Right now we are alive and in this moment I swear we are infinite."

E apesar de dizerem que só se cura uma ressaca arranjando outra, resolvi ser mais classuda e matei a minha em La Boqueria, o mercado mais lindo, com as comidas mais coloridas e gostosas e onde os vendedores de carne e peixe são mais limpos que eu. Depois de um sanduíche de jamón (é apenas presunto em espanhol, e não um espanhol que eu coloquei no pão) e um suco de melancia, minha vida voltou a programação normal. 




No segundo dia, optei por passeios turísticos e foi ai que veio o choque propriamente dito: A Sagrada Família e o Parque Güell. Foi o momento mais emocionante da viagem inteira, chorei que nem uma criança de 3 anos que tem que ir pra escolinha pela primeira vez e percebe que vai ficar sem os pais por algumas horas.



Foi incrível, emocionante, inesquecível, enfim, todas essas coisas legais que a gente sente quando acontece algo bacana na nossa vida.


















ALÔ ALÔ GRAÇAS A DEUS!!!!

Neste dia também fiz uma extravagância gastronômica e fui a praia, duas atividades igualmente felizes.









































O terceiro dia começou depois do meio dia na verdade, blame it on the alcohol folks! 


Mas foi um dia muito produtivo: alugamos bicicletas e pedalamos por áreas ainda não descobertas. Eu estava morrendo de medo no começo, sei lá, eu estava em Barcelona, a última coisa que eu queria na vida era ser atropelada por um carro enquanto andava de bike, mas né, as pessoas aqui na Zoropa já aprenderam que este também é um meio de transporte e que deve ser respeitado. Resumindo: amei a experiência.


PEDALANU PEDALANU NA BICICLETINHA!


No quarto - e último dia - voltei ao mercado e botei pra comer, ora essa! Eu não sou nem lesa de depender das migalhas do avião. Tracei mais um jamón, suco de melância e uma salada de frutas. Ainda comi um pouco do que tinha no temaki da gordisse (foto abaixo), só pra valorizar minha dieta de baleia.














Divando em la Ramblas com a minha salada de frutas

Passei poucos dias em Barça, mas acredito que foram suficientes para eu ter certeza de que mandei muito bem no primeiro sonho da minha vida. Barcelona é mágica e capaz de encantar qualquer pessoa aberta a conhecer locais lindos, cheios de boas energias e bons drinks. E antes que levantem a velha ladainha: mas você deve ser cheia da grana, pode fazer o que quiser blablablablabla PARA COM ISSO MERMÃO!!!!

Apenas fiz o que as pessoas normais e inteligentes nessa vida fazem: emprestei um pouco de dinheiro (obrigada pai, obrigada irmãos lindos), trabalhei muito, economizei uma grana, parcelei minha passagem em 10 vezes e fui ser feliz. Do céu é que nada disso iria cair, certo?









































Mas e agora? Qual será o meu novo sonho? Ele ainda não apareceu, mas eu não tenho pressa :)

Ps: eu sei que abandonei meu blog, mas é sempre bom voltar aqui e escrever o que tenho em mente.

3 comentários:

Babi disse...

É tão bom sonhar, melhor ainda é realizá-los quando estamos 100% felizes. Você merece cada sorriso, cada sangria e cada hmmmmmm.... Deixa para lá....

Você é muito forte, Camilinda. Mais do que você imagina... Barcelona já é a tua cara...

Agora conte-nos o novo sonho, quero fazer parte dele de novo. Te amo muito, sua moleca linda de viver. :)

Pelamordi! disse...

Maaana, estou tão orgulhoso de você! Adorei conhecer Barcelona através do seu post - acho que podemos algum ano aí combinar de irmos juntos, né - Chega de Iranduba pra gente!

Legal porque daqui alguns anos você pode rever as fotos, sentir novamente o que sentiu em "Barça" e ter certeza que a vida sempre trará boas surpresas se a gente ir de cabeça.

Ameeei o "temaki do colesterol", sinto que irei me inspirar pra 1 prato lá no Prosa.

Grande bju e parabéns :D

NLM Brazil disse...

Eu acabei de voltar dessa cidade, não era meu sonho conhecer, mas se tornou um dos meus lugares preferidos, deu vontade de morar! Mais esse ainda não é meu sonho...